segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Coração, por favor, decide-te...


Confusa, essa é a palavra certa. Não sei o que senti, não sei o que sinto, não sei...
Será que gostei mesmo ou foi uma mera paixoneta? Será que exagerei no que pensei que senti? Será que confundi as coisas? Realmente não sei. Para mim sempre foste alguém muito especial, o meu melhor amigo quase que um irmão. Partilhámos muitos momentos, sentimentos e dúvidas um com um outro e por muito tempo cheguei a pensar que  nada nunca mudaria,  não cresceríamos e nunca falharíamos um com o outro. Mas enganei-me, ninguém é perfeito, nem eu, nem tu e disso tenho plena noção. 0 problema foi quando te tornas-te para mim algo que nunca quis, tentei ser a mesma de sempre contigo mas não foi fácil porque sabia que no fundo tinha sentimentos pelo meu melhor amigo. Não foi uma época fácil mas sempre acreditei que ia passar, era algo do momento, mas não passou e aí é que começou tudo a desmoronar. Por algum tempo simplesmente ignorei o que sentia mas, depois, decidi contar-te, apesar de tudo sabia que te podia contar tudo e confiar em ti e foi o que fiz. Os sentimentos não foram retribuídos mas disso já eu sabia, sempre agiste como se nunca te tivesse contado mas  acabei por afastar-me e  nunca mais consegui ser a mesma. Tu reabriste a ferida passado algum tempo, decidis-te dar me esperanças em vão porque no final, apenas estavas confuso. Isso foi o que me magoou, não pensaste em mim, não pensaste na nossa amizade, não pensaste no que isto nos fez. Não estou chateada, estou apenas desiludida porque pensava que me tinhas em maior consideração, sei que não o fizeste por mal mas sê franco contigo e comigo, já não és uma criança, se estavas confuso ficavas calado.
Agora, não penso em ti como pensava e não sinto o que sentia. O pior é que me sinto revoltada, irritada e desiludida e odeio estar assim, eu não sou assim. E tenho dúvidas, muitas dúvidas, sei que apaixonada não estou e não sei dizer se cheguei a estar, mas será que ainda gosto ou estou apenas confusa, isso é o que me impede de seguir em frente e colocar um ponto final nisto. Sei que vou perdoar-te um dia, mas não sei se as coisas vão voltar a ser o que eram e isso entristece-me, entristece-me profundamente.

4 comentários:

  1. Espero que a blogosfera te traga tudo aquilo que ela me trouxe a mim.
    Bem vinda a este mundo, e segura-te porque vais entrar numa viagem de emoções!
    Gosto muito de ti. <3

    ResponderEliminar
  2. Com o tempo essa revolta e esses sentimentos vão começar a ficar mais ténues!

    Bjxx

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  4. Antes de mais, bem vinda à blogosfera, espero que venhas para ficar. Gostei dp que escreveste, consegui compreender cada sentimento e cada palavra como se eles estivesse dentro de mim. Beijinhos.

    ResponderEliminar